Notícias

07.09.2021
Brasil

Você conhece a história do Hino da Independência do Brasil?

Por muito pouco a autoria da música e letra da canção não entra para a história de forma equivocada. Isso porque a música que hoje conhecemos, não foi a primeira a ser composta.

A história do Hino, como já era de se esperar, está diretamente ligado a emancipação do nosso país, proclamada em 7 de setembro de 1922 pelo então futuro imperador do Brasil, D. Pedro I. Mas as manifestações em relação a liberdade do Brasil já aconteciam desde 1821, após o retorno da Família Real à Europa.

Uma curiosidade da época é que os primeiros versos do Hino da Independência foram compostos antes da emancipação oficial. Em 16 de Agosto de 1822, um jornalista e poeta chamado Evaristo da Veiga, entusiasta das causas libertárias, escreveu o Hino Constitucional Brasiliense. Neste hino estavam os versos “Já raiou a liberdade/No horizonte do Brasil”, que encantou a muitos na Corte.

No entanto, em 1824, após conhecer estes versos, D. Pedro I resolveu compor uma nova melodia (a que conhecemos hoje) para o que foi chamado Hino da Independência. Desta forma, a letra do Hino é de autoria de Evaristo da Veiga e a melodia de D. Pedro I.

Confira a letra do Hino da Independência:

Já podeis, da Pátria filhos
Ver contente a mãe gentil
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil
Já raiou a liberdade
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil

Brava gente brasileira!
Longe vá, temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil
Houve mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil
Houve mão mais poderosa
Houve mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil

(Refrão)

Não temais ímpias falanges
Que apresentam face hostil
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil

(Refrão)

Parabéns, ó brasileiro
Já, com garbo varonil
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil
Do universo entre as nações
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil

(Refrão)