Notícias

29.08.2019
Sustentabilidade

Projeto brasileiro de agricultura urbana é premiado na Alemanha

Conhecido como “Revolução dos Baldinhos”, o projeto comunitário que promove a compostagem e o desenvolvimento da agricultura urbana de Florianópolis (SC), foi premiado como prática agroecológica de excelência pela organização World Future Council (WFC), em Berlim, na Alemanha.

A premiação da Revolução dos Baldinhos aconteceu em janeiro, durante a Semana Internacional Verde, por atender a critérios de sustentabilidade da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Ao todo, competiam 77 programas de 44 países do Sul global, e foram escolhidos 15 vencedores.

O projeto começou em 2008, na comunidade Chico Mendes, na capital catarinense. E o objetivo principal era resolver um problema grave de contaminação pelo descarte incorreto do lixo, o que chegou a causar infestação de ratos e até morte por doenças.

A iniciativa criou um sistema para recolher os resíduos orgânicos nas casas e escolas, entregando adubo resultante da compostagem para que os moradores utilizassem em suas hortas e pequenas plantações. Enquanto o lixo que sobra nas residências vai para a coleta pública, sem estar misturado com restos de comida.

Desenvolvida com o apoio do Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro), a iniciativa já havia sido reconhecida no ano passado pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat).

Em 2011, a Revolução dos Baldinhos ganhou o prêmio nacional Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social. Dois anos depois, foi vencedora na mesma premiação, desta vez na categoria Instituições de Ensino, Pesquisa e Universidades.