Notícias

22.08.2019
Conquistas

Pesquisadora brasileira se torna a primeira da América Latina a receber o prêmio Distinguished Carreer Award

Presidente da Rede Sarah de hospitais, a neurocientista Lucia Willadino Braga se tornou a primeira pesquisadora da América Latina a receber o prêmio Distinguished Carreer Award, uma honraria que representa o reconhecimento pelo trabalho realizado por cientistas ao longo da carreira.

A 89º edição do congresso, organizado pela Sociedade Internacional de Neuropsicologia (INS), dos Estados Unidos, ocorreu na quarta-feira (10), no Rio de Janeiro.

O Distinguished Carreer Award é um prêmio criado para reconhecer cientistas que, de alguma forma, contribuíram de forma significativa com a produção de conhecimento para a área da neuropsicologia e neurociência internacional. A escolha dos profissionais agraciados com a premiação fica a cargo da Sociedade Internacional de Neuropsicologia, criada em 1967. Desde a fundação, nenhum profissional latino-americano havia sido elegido para receber a honraria.

Formada pela Universidade de Brasília (UnB), a pesquisadora Lúcia Willadino tem pós-doutorado (PhD) em neurociência e estuda a interação entre pensamento, comportamento e emoções com as estruturas neurais. Ao longo de sua trajetória, Lúcia criou e comprovou métodos de neurorreabilitação para pessoas com lesões no cérebro, hoje, implantado em diversos países do mundo.