As Notícias do Brasil
Publicado em 27/10/2014, às 15:23
Fonte:

OAB defende mobilização popular para aprovação da reforma política

Presidente do Conselho da OAB diz que campanha das Eleições Limpas terá a mesma mobilização que houve para a Lei da Ficha Limpa.

 

O presidente Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado Coêlho, que está acompanhando os resultados das eleições no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acredita que é necessária a pressão da opinião pública para que a reforma política venha a ocorrer.

Entre os itens principais, Furtado Coêlho considera que é preciso diminuir os preços de campanha, “as campanhas são milionárias”. Ele lembrou que menos de 40% dos candidatos são eleitos diretamente, “o eleitor não sabe quem está sendo eleito”.

O conselheiro espera que o próximo presidente realize a reforma política para contribuir para a política saudável no Brasil. “A política é tão importante que temos de reformar para que o povo se sinta mais representado pelos eleitos.”

Sobre a possibilidade de a reforma política ser aprovada já no primeiro ano do novo mandato, Furtado Coêlho salientou que, junto com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a OAB está empenhada em divulgar a campanha Eleições Limpas. “Vamos mobilizar a opinião pública para que o Congresso Nacional se conscientize sobre a necessidade de reforma política.”

O dirigente reafirmou que a mobilização será a mesma que ocorreu com a Ficha Limpa. “Vamos nos mobilizar com o Eleições Limpas para termos uma reforma política democrática, tão necessária para o Brasil.”


Fonte: Câmara Federal