Notícias

26.02.2020
Cultura

Não é só folia: veja como Carnaval traz saldo positivo para o mercado brasileiro

De acordo com pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a previsão foi de que o maior feriado do calendário brasileiro injetasse na economia do país, cerca de R$ 8 bilhões. E o ministério do Turismo estimou que 36 milhões de turistas aproveitaram os dias de folias nos seis principais destinos carnavalescos do país, entre viajantes e moradores.

Embora grande parte do comércio passe os dias de carnaval fechado, os efeitos na economia foram compensados pelo turismo. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), o índice de reservas confirmadas chegou a 95% em Pernambuco e Salvador, 90% no Rio Grande do Norte e no Rio de Janeiro; e 80% em Alagoas e Minas Gerais. Ainda de acordo com a Associação, a maioria das capitais registrou crescimento em relação ao carnaval do ano passado.

Em São Paulo, a previsão da FecomércioSP para este ano foi de que a maior capital do país registrasse uma movimentação que ultrapassasse os R$ 900 milhões, levando em conta: bares, hospedagem, fantasias, ambulantes e etc. Já em relação ao comércio varejista, a projeção era de alta de 5% para as vendas no mês de fevereiro.

Os números do Booking.com (portal especializado em reservas de hospedagem online) mostraram que mesmo quem preferiu distância da folia também movimentou a economia do país no Carnaval. Segundo a plataforma, dos 49% dos brasileiros que viajaram no Carnaval deste ano, 26% resolveram descansar em locais mais tranquilos, como o município de Bonito (MS) que teve uma taxa de ocupação de 95%.