Notícias

12.02.2020
Sustentabilidade

Fruticultura se destaca na produção familiar do Amazonas

Em Manaus, capital do Amazonas, a fruticultura é uma das principais fontes de renda dos produtores rurais da região. A fruticultura é o ramo da agricultura que busca produzir econômica e racionalmente frutos em geral, no intuito de comercializá-los. O mercado de frutas no Brasil movimenta aproximadamente 750 milhões de dólares.

Com destaques para o cultivo de banana e frutas tropicais, como cupuaçu e açaí, a agricultura familiar do estado do Amazonas apresenta um grande potencial para exportações e ainda abastece os mercados locais. Segundo dados do Censo Agropecuário 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Amazonas tem aproximadamente 81 mil estabelecimentos agropecuários. Destes, 70.358 mil desenvolvem algum tipo de agricultura familiar. A banana foi a principal fruta produzida no estado, com 69.613 toneladas colhidas. Em seguida, vieram o açaí (21.321 t) e o cupuaçu (6.002 t).

O tamanho em área do estado e a locomoção entre os municípios são os obstáculos enfrentados pelos agricultores locais. “A distância é uma dificuldade tanto para os produtores, pela comercialização, quanto para os técnicos e engenheiros fazerem o acompanhamento da produção. Por isso, a principal força desses agricultores é o abastecimento de mercados locais”, conta João Maroni, integrante da Expedição Agricultura Familiar.

Ainda segundo Maroni, “a produção familiar no Brasil, hoje, apresenta muitos contrastes, tanto no grau de produção, quanto na forma como cada produtor vive”. Essas famílias impulsionam o cooperativismo e o empreendedorismo por todo o país, sendo o retrato da diversidade em todos os sentidos.