Notícias

18.12.2017
Patrimônio histórico

Fêmur do maior dinossauro do Brasil é encontrado em Uberaba

'Uberaba é conhecida como a terra dos dinossauros. Das 24 espécies existentes, três são daqui. E ainda há mais outras três em estudos. Em breve, poderemos ter seis espécies diferentes', começou assim a conversa com o geólogo Luiz Carlos Ribeiro, que está animado com a descoberta de mais um fóssil da espécie Uberabatitan ribeiroi.

O geólogo da Universidade Federal do Triângulo Mineiro contou que o fêmur encontrado tem cerca de 85 cm, mas estava partido na altura do joelho. Ele acredita que o osso poderia chega a 1,10 m. 'O fóssil encontrado pertence a um indivíduo de médio porte, que poderia medir até 12 metros de altura; indivíduos dessa espécie podem chegar a 25 metros de altura', contou.

Segundo o geólogo, o fóssil foi encontrado por estudantes de uma Faculdade do Rio de Janeiro, que avisaram da descoberta. 'Como estava chovendo, esperamos parar de chover para retirar o fóssil. Depois deslocamos quatro pessoas para a retirada. Estava muito fácil, porque a chuva já tinha deixado o local mais mole', explicou.

O fóssil foi retirado nesta quarta-feira (13) em um barranco, às margens da BR-050, em Uberaba, por um grupo de geólogos do Museu do Dinossauro da UFTM, liderado por Luiz Carlos. 

Descobertas

O primeiro fóssil da espécie Uberabatitan ribeiroi, que pertence à família do titanossauro (herbívoro), foi descoberto em 2004 pelo geólogo Luiz Carlos. Ele acredita que no local viveu, há 70 milhões de anos, uma família de três ou quatro dinossauros dessa espécie.

Desde o primeiro achado, a equipe encontrou outros exemplares, que ajudaram a montar o histórico da vida desses animais na região. Registros que podem ser conferidos no Museu do Dinossauro.

O geólogo explicou ainda que o nome Uberabatitan ribeiroi é uma referência à cidade de Uberaba e também uma homenagem feita pela equipe a ele, que tem Ribeiro no sobrenome.

Veja vídeo das escavações: