As Notícias do Brasil
Publicado em 09/12/2015, às 14:56
Fonte:

Economia solidária

O termo economia solidária se refere às atividades comerciais geridas com base em princípios democráticos e cooperativos, de modo que os empreendimentos sejam autogeridos por seus integrantes, sem a existência de patrões e empregados, dado que todas as partes atuam simultaneamente como trabalhadores e donos.

Essas iniciativas correspondem geralmente à projetos produtivos coletivos, tais como cooperativas de coleta e reciclagem de materiais recicláveis, redes de produção, comercialização e consumo, instituições financeiras voltadas para empreendimentos populares solidários, cooperativas de agricultura familiar e agroecologia, cooperativas de prestação de serviços, entre outras.

Seus valores visam alterar o paradigma da competição para o da cooperação, em que a inteligência se torna coletiva, portanto compartilhada, e livre. Apesar de carregar “economia” no nome, os campos de atuação não se restringem apenas às questões financeiras. Há uma conduta inerente, mais enfática no que diz respeito à palavra “solidária”, já que o consumo deve acontecer conscientemente – de evitar transgênicos a beneficiar corporações detentoras de grandes marcas.

A movimentação social acerca da economia solidária busca desenvolver para as pessoas, sem onerar aos direitos civis, nem ao meio ambiente, baseado em valores de solidariedade e cooperação.

Veja um vídeo educativo sobre o assunto clicando aqui.

 

Por Jessica Albuquerque para a EAB