Notícias

12.09.2019
Sustentabilidade

Cientistas brasileiros criam cera capaz de aumentar a durabilidade das frutas

Para aumentar a durabilidade e diminuir o desperdício de alimentos, um grupo de cientistas brasileiros desenvolveu uma técnica inovadora. Com um componente 100% natural, eles criaram uma cera à base de carnaúba para retardar o amadurecimento e o consequente apodrecimento das frutas.

Mas como isso funciona? Simples. Com ajuda de nanotecnologia, os cientistas criaram a substância que é composta pelo pó extraído da cera de carnaúba (palmeira típica do Nordeste). Então os pesquisadores mergulham os frutos nessa cera líquida e, em questão de trinta minutos, a substância seca e forma uma camada protetora.

“Ela controla a quantidade de oxigênio que entra nos frutos. Diminuindo a quantidade de oxigênio, a gente vai reduzir o metabolismo do fruto, e consegue conserva-lo por mais tempo”, explicou a pesquisadora Marcela Miranda.

Revestidas na cera de carnaúba, os frutos chegam a durar mais que o dobro em temperatura ambiente e o sabor se mantém, sem qualquer alteração.

A cera já começou a ser produzida no mercado e até o fim de 2019 deve ser usada no processamento de frutas.