Notícias

07.02.2020
Desenvolvimento

Biotecnologia desenvolvida por startup brasileira ganha destaque no empreendedorismo mundial

Localizada em Piracicaba, interior de São Paulo, a empresa brasileira Bug Agentes Biológicos foi escolhida pelo Fórum Econômico Mundial como uma das 36 startups pioneiras em tecnologia no mundo. Em 2012, a Bug Agentes Biológicos já havia sido apontada como uma das 50 companhias mais inovadoras do ano, de acordo com a revista Fast Company.

Mas afinal, o que leva a startup brasileira ao elevado nível de inovação?!

A empresa vende agentes de controle biológico que atacam pragas de plantações. E faz uso da biotecnologia para equilibrar a relação entre praga e predador, sendo essa uma forma mais amigável ao meio ambiente do que o uso de pesticidas químicos. Este tipo de serviço preenche uma enorme lacuna na agricultura brasileira e tem potencial para ser adotado em outros tipos de plantações mundo a fora.

Este tipo de controle biológico surge como uma alternativa – aprovada pelos Ministérios do país – para proteger grandes culturas. O Brasil é um dos maiores usuários de pesticidas no mundo, mas vem usando agentes químicos mais fracos para causar menos danos ao meio ambiente, o que, consequentemente, diminui a produtividade do cultivo.

O relatório do Fórum Econômico Mundial diz que o controle biológico do tipo desenvolvido pela Bug pode se tornar o terceiro pilar na busca por uma agricultura mais segura e produtiva.