As Notícias do Brasil
Publicado em 18/05/2015, às 12:32
Fonte: Educar para Crescer

A importância da Sociologia como disciplina escolar

Por que as pessoas pensam e agem de forma tão diferente umas das outras? Por que algumas têm muito dinheiro, enquanto outras dormem nas ruas? Por que o que parece certo para uma é totalmente errado para outra? Toda criança já questionou algo do tipo para os pais. É comum os pequenos terem dúvidas sobre a sociedade em que vivem. A Sociologia tem o objetivo de responder essas questões e ensinar o funcionamento das interações pessoais. Ela observa a sociedade agindo sobre as pessoas e as instituições, buscando apontar na sua dinâmica, contradições e regularidades.

Desde 2008, a matéria não é considerada mais extracurricular. Pelo contrário, em 2010 foi aprovada a lei 11.684, que obriga o ensino de Sociologia no Ensino Médio em todas as escolas brasileiras. Muitas ministram o curso com outro nome, como Ação e Cidadania, porém, o conteúdo é bem próximo ao das Ciências Sociais.

Como a maioria das escolas não oferece aulas de sociologia para os Ensinos Infantil e Fundamental, a participação dos pais deve ser dobrada. As noções da matéria devem ser introduzidas desde a alfabetização dos pequenos, de forma bem sutil, com noções de cidadania, ensinamentos sobre as regras de trânsito e respeito ao próximo. A complexidade desses conhecimentos deve ser aumentada com o passar do tempo. Muitas escolas passam esses ensinamentos por meio da disciplina de Estudos Sociais.

A sociologia desenvolve o espírito de cooperação, incentiva a responsabilidade e o cuidado com o mundo de forma consciente. A criança aprende a conviver em grupos e desenvolve senso de responsabilidade pelo outro e pelo espaço, além de compreender a importância de regras. Dessa maneira, vai aprendendo a ser cidadã.

Para os adolescentes, a Sociologia é importante para compreender como é possível existirem tantas pessoas diferentes, com perspectivas e vontades distintas e mais, como elas conseguem conviver juntas no mesmo espaço.

O ensino de Sociologia e Cidadania desenvolve o senso crítico em relação à sociedade e a autocrítica; instiga o jovem a questionar informações, pois desperta a curiosidade; mostra o que é espaço público e o que é privado; possibilita a compreensão de como funcionam os grupos e a dinâmica de inclusão e exclusão; ensina a respeitar o diferente, a aceitar culturas e realidades distintas; afasta o estudante do senso comum, capacitando-o a formar ideias de qualidade sobre o mundo e sobre a própria vida.

Se todos os brasileiros fossem formados com todo esse conhecimento, certamente teríamos uma sociedade com mais respeito, ética e cidadania.